Saiba os métodos mais indicados para conquistar um sorriso branquinho

Uma coisa é certa: um sorriso amarelado não é nada atrativo. Muitas pessoas deixam de sorrir por causa desse problema. Assim, o clareamento se tornou muito mais do que uma questão de saúde. Dentes brancos interferem diretamente não apenas na nossa autoestima, mas também na qualidade de vida.

Por que os dentes ficam amarelados?

As causas para dentes manchados ou amarelados são diversas. Uma delas é a propensão genética. Se os seus pais têm dentes amarelos ou acinzentados, é provável que os seus também apresentem essas tonalidades.

Além disso, o desgaste dental é outro fator que pode interferir na cor de seus dentes. Quando a camada de esmalte dental sofre um desgaste, a dentina começa a aparecer e seus dentes podem apresentar uma coloração mais escura.

O consumo de alimentos ricos em corantes, naturais ou artificiais, bem como o fumo, a ingestão de determinados medicamentos e a limpeza inadequada também podem causar manchas e alterações nos dentes.

Tipos de clareamento

Clareamento a laser

Realizado exclusivamente em consultórios, esse tipo de clareamento utiliza um gel com maior concentração de ativo clareador, e um laser para potencializar o clareamento dos dentes.

Os resultados aparecem em 1 ou 3 sessões, dependendo do grau das manchas apresentadas pelo paciente.

Clareamento caseiro

Mais demorado que o clareamento a laser, o procedimento caseiro é feito por meio de um molde de silicone, que deve ser colocado nos dentes, junto com um gel clareador.

É um procedimento seguro, mas que deve ser feito com as recomendações de um profissional. Caso contrário, o paciente pode sentir sensibilidade nos dentes ou desenvolver inflamações no tecido gengival.

Quem usa alinhadores estéticos pode realizar esse clareamento colocando o gel no próprio alinhador. Assim, o paciente consegue consertar a posição dos dentes e realizar o clareamento de uma só vez.

Esses são os tipos de clareamento mais seguros e recomendados pelos dentistas. Clareamentos caseiros, realizados por conta própria, podem ser perigosos e trazer problemas dentários, como sensibilidade e perda do esmalte dos dentes. Portanto, o indicado é sempre consultar um profissional, para avaliar o método mais seguro e recomendado para cada caso.